quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Entrevista: Leila Rego



Boa tarde, pessoal! Hoje é quinta-feira e tenho a imensa satisfação de postar mais uma entrevista!

Hoje a entrevista é com a escritora Leila Rego, autora dos livros A Segunda Vez que te Amei, Amigas (Im)Perfeitas e da série Pobre Não Tem Sorte. Quando entrei em contato para convidá-la a fazer a entrevista, ela aceitou na hora! 

A Leila tão uma história de vida muito bacana. Não deixem de conferir!

http://3.bp.blogspot.com/-sGUoxgqmDxQ/UJw4Y88-JvI/AAAAAAAACqw/hgC8jT2yark/s1600/02.jpg

Camila Dorneles - Quando tu começaste a escrever? Foi por acaso ou tu sempre soube que era isso que gostaria de fazer?
Leila Rego - Acho que nasci escritora, mas só fui descobrir esse meu lado bem mais tarde!  Algumas pessoas ficavam impressionadas com a riqueza de detalhes dos meus sonhos e me diziam que uma mente criativa assim deveria passar para o papel tais relatos.  Mas, por força das circunstâncias, acabei no mundo corporativo.  Entretanto, o ambiente de pressão, estresse, competição e comportamentos questionáveis sempre me fizeram questionar se eu pertencia àquele “mundo”. Para aliviar essa carga de estresse, eu escrevia histórias diversas, despretensiosas, apenas como um hobby.  A mente vagava e ia escrevendo...  Dessas histórias, nasceu a personagem Mariana, protagonista da comédia romântica, Pobre Não Tem Sorte - meu primeiro livro publicado. Gostei tanto da Mariana que criei um ambiente para ela, depois um enredo e outras personagens foram surgindo... Sentia tanto prazer ao escrever a história da Mariana, e tão responsável em fazê-la crescer e amadurecer enquanto ser humano, que me sentia quase como uma mãe...  E como toda boa mãe, não poderia abandoná-la no meio do livro!  Dessa forma, natural e despretensiosa, me tornei escritora, mãe de Mariana – cujo amadurecimento vai muito bem, em especial no PNTS3 que estou finalizando!  Mariana me incentivou!  

http://maniacaporlivros.files.wordpress.com/2013/12/pobre-nc3a3o-tem-sorte.jpghttp://1.bp.blogspot.com/-cNaXJqnIccE/TqAlZFGyz0I/AAAAAAAAA1c/sbI6CoumGUo/s640/Pobre%2Bn%252525C3%252525A3o%2Btem%2Bsorte%2B2.png

CD - Estava lendo em seu site que tu tiveste uma infância humilde no MT, onde estudava em uma sala com crianças de diversas séries, o que não é novidade tratando-se de Brasil. Como isso influenciou seu crescimento pessoal e carreira literária?
LR - Sim, eu estudei em escola rural, depois em escola pública, terminei o ensino médio em escola particular e cursei Turismo em universidade estadual.  Essa variedade de escolas, ambientes e metodologias me foram úteis para completar na formação de alguns dos meus valores. Não julgo ninguém pela cor, raça ou classe social. Sou uma pessoa que respeita o próximo. Por outro lado, essa vivência “multi-tudo” me ajuda muito, até hoje, na hora de construir personagens, enredos, cenas, etc.

CD - Conte-nos como foi entrar no mercado literário brasileiro. E sua família, o que achava?
LR - Comecei como escritora independente. Lancei o primeiro livro da série PNTS em 2009 e em 2010 a segunda edição do livro junto com o segundo volume. Graças ao destaque que consegui com a série que eu fechei contrato com a Editora Gutenberg para publicar o Amigas Imperfeitas e, meu último livro, A Segunda Vez Que Te Amei.
Minha família me apoiou e continua me apoiando nessa minha jornada. Sem eles, acho que eu não estaria aqui. Meu marido, em especial, foi alguém que acreditou na promessa de sucesso até mais do que eu mesma e me incentivou muito.

http://www.pluricom.com.br/clientes/grupo-editorial-autentica/noticias/2013/10/leila-rego-autografa-a-nova-edicao-de-seu-livro-amigas-imperfeitas-na-primavera-dos-livros-do-rio-de-janeiro/image
 
CD - Quais são os tipos de livro que tu escreves? Quem são os seus leitores, ou público alvo?
LR - Escrevo um gênero literário chamado chick-lit, que é um gênero que aborda as questões das mulheres modernas. São romances leves, divertidos e charmosos que retratam a mulher de hoje, ou seja, a mulher independente, culta que trabalha e conquista seu espaço. E, ao mesmo tempo, tem toda a dinâmica com sua família, amigos e seus relacionamentos românticos.

CD - Como é o seu relacionamento com os leitores?
LR - Procuro ser o mais acessível possível. Leio e respondo todos os e-mails, as mensagens no twitter, Facebook e demais redes sociais.  Gosto e acho importante ter esse contato para saber o que os leitores estão pensando sobre literatura de uma forma geral e, também, sobre meus livros.  Não curto gente de nariz empinado e me sinto muito conectada com meus leitores!

http://www.pluricom.com.br/clientes/grupo-editorial-autentica/noticias/2013/11/leila-rego-autografa-em-sao-paulo-a-segunda-vez-que-te-amei/imageCD - Fale um pouco sobre seu novo livro A segunda vez que te amei. Como foi o processo de escrita? Em que se inspirou?
LR - Eu escrevi no ano de 2012 e passei 2013 revisando e ajustando os capítulos para que ele fosse publicado em novembro passado. O livro conta a história de dois casais que tentam lidar com indiferença e crises geradas pela rotina conjugal. André e Juli estão casados há seis anos e são sócios de um restaurante italiano. Fora de casa eles são o casal perfeito. Dentro de casa, não é bem assim. Já Raquel e André parecem que foram feitos um para o outro, têm uma vida estável, um filho de 09 anos, bons empregos e um bom nível social que permite uma vida confortável, mas um segredo de Alberto pode abalar a vida estável desse casal. Quando as vidas destes quatros personagens se cruzam, muitas coisas acontecem, inclusive o renascimento de amores mal resolvidos do passado.

CD - Conte-nos sobre o que tens lido ultimamente. Livros e autores preferidos!
LR - Estou lendo livros de romance e chick-lit ( Lembra-se de Mim – da Sophie Kinsella e O Atlas do Amor – da Laurie Frankel). Tenho vários que gosto e admiro. Mas as autoras que mais gosto são as que escrevem chick-lit, que é o meu estilo literário preferido.

CD - Encontrei em seu site o projeto Novas Letras. O que é esse projeto? Qual sua participação nele? Deixe um contato para quem possa se interessar no projeto.
LR - O Novas Letras nasceu no Twitter. Estávamos trocando figurinhas sobre literatura e surgiu a ideia de fundarmos um grupo.  O grupo é formado por 5 escritores com estilo diferentes.  Somos bem heterogêneos,mas bastante unidos.  Em 2010 e 2011 fizemos muitos eventos literários de âmbito nacional. Desde 2012 que o projeto está um pouco menos acelerado, por diversos motivos. Fazemos um ou dois eventos por ano, pois estamos mais focados na carreira individual de cada um. É um grupo do qual eu tenho muito carinho e torço muito pelo sucesso de cada membro.

CD - Deixe seu contato email, blog, redes sociais...
LR - Eu quero agradecer a oportunidade de estar aqui falando do meu trabalho como escritora. Obrigada sempre por lerem meus livros.  Escrever e perceber o bem que trago aos outros é uma realização maravilhosa.   Continuem apoiando os autores nacionais e me enviando notícias ao acabar de ler minhas obras.  Gosto muito de “escutar” o que vocês dizem. Desejo sucesso e muitos livros em suas vidas, esses portais mágicos que nos transportam para um mundo cheio de descobertas maravilhosas!


Leila, eu que agradeço por divulgares teu trabalho aqui no blog, desejo muito sucesso, muitos livros, leitores e muito inspiração!

Um comentário:

  1. Que mara! Eu não conhecia ela, mas adoreeeei conhece-la!
    Quero muito ler os livros, parecem bons!
    E eu adoro chick-lit *-----*

    http://fotografiaeleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir