domingo, 28 de dezembro de 2014

Desafio Literário Skoob 2015

Esse ano decedi participar de um desafio literário!


O desafio literário do skoob dura o ano todo e todo mês tem um tema diferente de leitura. Pensei em fazer uma lista para o ano, mas decidi ir escolhendo conforme os meses forem chegando.

Para quem não conhece o Desafio Literário consiste em ler no mínimo um livro por mês de temas pré-determinados, não podendo ser releitura; depois da leitura o livro deve ser resenhado e se concorre a sorteios. O objetivo é o desafio para que se leia mais e gêneros diferentes e não competição entre os participantes

Em janeiro o tema é Novinho em Folha, último livro que foi comprado, ganho, etc. Escolhi um dos livro que ganhei no Amigo Secreto do Skoob, Poseidon.

Sinopse: Além da beleza fora do comum, com seu cabelo quase branco e seus olhos cor de violeta, Emma chama a atenção por ser um pouco desajeitada.
Ela não se sente muito à vontade em lugar nenhum... e não sabe que sua misteriosa origem é a fonte dessa sensação.
Galen, príncipe dos Syrenas, vasculha a terra procurando uma garota especial, capaz de se comunicar com os peixes — e que poderá salvar seu reino. Quando ele se encontra com Emma, a conexão é imediata: embora não saiba, Emma parece ter o dom que Galen procura. Mas, então, por que ela não conseguiu salvar sua melhor amiga do ataque do tubarão?
Cabe ao príncipe convencer a teimosa Emma a enfrentar sua real natureza e aceitar o desafio. E nada pode impedi-lo de alcançar seu objetivo.

Os outros temas vou falando coforme os meses forem chegando, mas quem quiser saber mais sobre pode clicar aqui e ver as outras informações.

Até a próxima!

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Tag Feitiços de Harry Potter

Olá, galera! Fui indicada para a tag do Harry Potter pela Luana do Bisbiblogando. Não vamos enrolar, então, confere aí!


Expectum Patronum: um livro de infância relacionado a boas memórias.
Cinderela: Uma Biografia autorizada

 
 
Eu não era tão criança assim quando li este livro até porque ele é juvenil. Eu devia ter uns 12, ou 13 anos. Naquela época não tinha essa onda tão grande de contos de fada e eu adorei o livro. Esses dias até li novamente e continuei gostando! Me trás lembranças boas!


Expelliarmus: um livro que te pegou de surpresa.
Delírio


Este livro eu amo de paixão, em um ano já li umas 4, 5 vezes. Porém quando comprei e comecei a ler as primeiras páginas já estava me arrependendo, porque começa muito morno e bem no início acontece um fato que é completamente fora de contexto. Você só vai entender o motivo lá no meio da leitura. Então já estava devolvendo para a loja quando persisti em lê-lo e me surpreendi! Cada vez que leio surge um fato novo e eu amo mais!


Prior Incantato: o último livro que você leu.
Zon - O rei do Nada



 Há! Fácil: Zon, o Rei do Nada. Resenha.


Alohamora: um livro que te apresentou um gênero que você não tinha considerado antes.
Espero Alguém

http://www.ifolha.com.br/Ifolha/site/adm/ckfinder/userfiles/images/LIVRO-Espero-Alguem.jpg

Espero Alguém trata-se de um livro de crônicas. Claro que já li crônicas, mas nunca um livro do gênero e adorei. O livro é de crônica, mas Carpinejar é um poeta! Resenha.


Riddikulus: um livro engraçado que você leu.
Minha Vida Fora de Série, 1º temporada


Outro livro super bacana que me fez dar risadas!


Sonorus: um livro que você acha que todos deviam conhecer.
A 5º Onda

http://2.bp.blogspot.com/-1Zc09MxscVM/UiUdeahI2AI/AAAAAAAAIj4/K5Wpus6y7gg/s1600/A_5_ONDA__1372704277P.jpg

Está entre os meus favoritos!


Obliviate: um livro ou spoiler que você gostaria de ter esquecido.
Especiais

 http://garotait.com.br/wp-content/uploads/2010/12/especiais.jpg

No geral o pessoal gosta bastante desse série, mas eu não gosto. O primeiro livro é bem legal, o segundo não gostei do final e o terceiro... bom, não vou dizer muito, muito ruim, porque o problema não esta no enredo, mas no andamento da história, ou seja, nas escolhas toscas da Tally. E não engoli a morte de um personagem nesse livro. Fico me perguntando, porque raios de todos os personagens o autor foi escolher justamente ele, sendo que em toda a série só dois morreram? Não aceito.


Imperio: um livro que você teve que ler para a escola.
O Clube dos Anjos

 http://www.livronautas.com.br/images/livro/maior/33_Livro_o_clube_dos_anjos_-_pecado_gula.jpg

Teve vários, inclusive o da Cinderela no começo da postagem, mas resolvi escolher o O Clube dos Anjos, do Luis Fernando Veríssimo. Este livro faz parte da coleção Plenos Pecados, onde cada autor teve que escrever uma história inspirado em um dos sete pecados capitais. Para quem não conhece o livro conta a história de uma confraria de homens de meia idade que se reúnem em jantares e após a entrada de um novo integrante um por um dos participantes começam a morrer. Ah, e o livro é sobre a gula.


Crucio: um livro que foi doloroso para ler.
Um Dia

 http://1.bp.blogspot.com/-zp7LCOvqYsU/UQFs3_YBfGI/AAAAAAAACUI/gFPXGOjDx8c/s1600/filme-um-dia.jpg

É tão chato que parei no meio e está esquecido na estante até eu ter coragem de pegá-lo novamente para terminar.


Avada Kedavra: um livro que pode matar (interpretação livre).
Prodigy

http://3.bp.blogspot.com/-Cav7ou1iMh4/UgZzz7-t78I/AAAAAAAAKlM/J7vf1FaaI74/s1600/prodigy.jpg

Este livro é de tirar o fôlego, a cada página uma revelação! Eu já havia amado o primeiro, Legend, mas o segundo foi melhor, mil vezes. Marie Lu é sensacional!


Indicações!


segunda-feira, 5 de maio de 2014

Resenha Zon, de Andrei Simões




Fazia tempo que queria ler um livro diferente do estilo que estava lendo ultimamente. Logo na primeira página percebi que Zon era um estilo diverso, uma mistura de gêneros: fantasia, terror, thriller psicológico e muito mais. Filosofia, psicologia, religiões e assuntos com essa temática.
A obra conta a história de um homem de meia idade, Zon, que vive uma vida mediana e certo dia se depara com seu reflexo do espelho falando com ele (!). Nesse dia ele descobre que é nada menos do que um personagem de um livro cujo autor escreve sua vida. Zon descobre, pois, que pode percorrer as mentes de quem lê sua história. A partir de então ele vaga de mente em mente como um parasita e faz descobertas tanto da existência quanto da humanidade, quanto dele próprio.

“É muito cansativo ver teu brilho branco em meus olhos de autor enquanto quero preenchê-la, folha em branco.”

Trata-se de um livro de contos com diversos focos narrativos que instiga o leitor a entender as entrelinhas da história. Os contos, em sua grande parte, estão interligados e possui uma carga muito grande de pensamentos filosóficos e assuntos do gênero, o que dá o tom denso da escrita de Andrei.
A mensagem que esse livro passa é bem forte, pois há uma discussão implícita (ou explícita, dependendo do ponto de vista) sobre questões existenciais. Confesso que foi uma leitura demorada, porque tentava ver um sentido em toda a trajetória do nosso não herói. Trajetória essa que é cheia de fantasia e sinuosa. Acredito que isso aconteceu por causa do tema complexo e da inverossimilhança do texto.
Zon me parece uma história original, com várias metáforas (ou uma grande metáfora, paradoxo, simbolismos, etc.) que nos dá diversas situações para refletir sobre a vida. De onde viemos; para onde vamos; por que existimos, etc.

“... Zon preferiu manter seus olhos no esquecimento, já que é sempre mais fácil olhar para o esquecimento do que para o próprio tempo que o gerou.”

Andrei apresenta um livro bem escrito, com uma maturidade textual visível. Durante a narrativa fica bem claro o estilo singular do autor, tanto da escrita, quanto do gênero. Quem leu a entrevista com o Andrei Simões alguns meses atrás aqui no blog irá se lembrar que ele disse que não tinha um estilo definido quanto ao gênero. Sim, não tem mesmo. 
Pois bem, quanto às ilustrações de Lupe Vasconcelos acho que ela conseguiu captar perfeitamente o tom da obra e fez ilustrações que condizem com a atmosfera da história. Tem ilustrações lindíssimas, outras, não gostei tanto. Todas, contudo, são de grande qualidade e esmero.


Quanto à revisão, diagramação, etc., achei ótima! Não há erros de português, palavras fora do lugar ou faltando, todos os sinais de pontuação estão lá, e no lugar exato! Eu sei que parece bobagem, mas eu amei que havia um índice! Hoje em dia, mesmo com livros que tenham títulos a cada capítulo não há índice o que me deixa bem triste às vezes.
A editora Empíreo, Andrei, Lupe e todos os envolvidos estão de parabéns porque é notório que foi um livro feito com toda dedicação. Gostaria de agradecer imensamente ao Filipe Larêdo e a editora por terem me fornecido esta obra para resenha.

“Anulamos a existência dos outros por nunca estarmos em órbita com a nossa própria.”
 


domingo, 20 de abril de 2014

Feliz Páscoa!


Que o amor de Cristo Ressuscitado possa renovar a vida de cada um de vocês!


 Cristo Ressuscitou!
Verdadeiramente Ressuscitou!